Início » Alterações no crédito consignado para aposentados e pensionistas: como não ser afetado

Alterações no crédito consignado para aposentados e pensionistas: como não ser afetado

Recentemente, recebemos a notícia de que o limite de renda comprometida com o empréstimo consignado aumentou de 30% para 35%. Com isso, a possibilidade de se endividar está maior.

No dia 29 de outubro de 2015, por sua vez, ouve aprovação do Conselho Nacional de Previdência Social do aumento das taxas praticadas na modalidade consignado para pensionistas e aposentados do INSS. Resumindo, poderá pegar mais empréstimos e com taxas de juros mais elevadas.

Por isso, alerto nossos queridos aposentados e pensionistas para que, nesse momento, parem e analisem suas reais necessidades por esse tipo de empréstimo, pois o recurso virá e logo acabará, ficando as prestações mensais que comprometerão longos anos.

Para isso, siga os seguintes passos:

– Faça um diagnóstico dos seus gastos e consumos durante 30 dias e identifique o que é necessário, o que é supérfluo e o que consegue economizar. Analise, após isso, se pegar o empréstimo irá resolver ou apenas amenizar temporariamente;

– Sonhe mais. Sonhos nos dão foco, evitando impulsividades que nos levam a precisar de crédito para quitar. Decida não apenas por um único objetivo, mas pelo menos três. Seja ele material ou não, tem que se planejar financeiramente, ver o custo, quanto tempo pode esperar para realizar e quanto mensalmente poderá reservar, para que não precise se comprometer com dívidas;

– Adeque seu orçamento mensal, elimine os gastos desnecessários e supérfluos, reserve parte da sua aposentadoria ou pensão para os sonhos e adeque seus gastos mensais. Verá que não precisará do consignado para ser feliz, apenas deve se permitir modificar hábitos e comportamentos que não são mais importantes. Tirará um peso do ombro e do orçamento;

– E por fim, poupe, poupe tudo o que separou para seus novos projetos de vida, religiosamente, todos os meses, e logo estará curtindo a vida mais tranquilamente, confiante e sem dívidas.

Acredito que, com essas simples atitudes, mudará sua visão sobre a necessidade de empréstimos e toda essa modificação que vem acontecendo sobre as taxas e as porcentagens do consignado não te afetará, pois saberá lidar com os recursos que já recebe, de forma consciente. Modifique-se e descubra o valor de ser feliz.