Início » À vista ou parcelado – como decidir e escolher?
Consumo

À vista ou parcelado – como decidir e escolher?

Em épocas de inicio de ano, com os impostos e várias contas para pagar, surge dúvidas de pagar as compras à vista ou parcelado, porém, podemos pensar e estender isso para tudo que formos adquirir, como serviços, produtos ou até mesmo impostos e tributos.

À vista ou parcelado

Pensando nisso, a orientação que faço é primeiramente se perceba a diferença entre um e outro e com isso se defina melhor o seu planejamento financeiro. Por isso, listei algumas orientações para que você possa refletir, analisar e fazer com que o que for adquirir traga mais realizações do que preocupações.

  • Primeiro, poupe o valor necessário;
  • Verifique se à vista tem desconto;
  • Analise se o produto ou serviço que utilizará terá uma durabilidade maior que um mês;
  • Pare, pense e reflita se você tem outros recursos além do montante que pagará a vista e se ficará com saldo em caixa;
  • Mesmo com o recurso, parcele o máximo de vezes possível se não tiver qualquer desconto;
  • Mesmo com o recurso, parcele o máximo de vezes, mesmo com desconto, se não tiver qualquer outro valor em caixa, na mão. Isso ajudará em caso de fatores não previstos, não recorrer a empréstimo com juros mais altos que o próprio benefício do desconto;
  • Caso tenha parcelado, invista o dinheiro para que tenha potencialização dos seus recursos, utilize o valor para pagar mensalmente, e ao final da dívida, terá ainda um recurso dos juros a seu favor;
  • Pague à vista, se tem desconto, e se tem outros recursos financeiros poupados;
  • Pague à vista, se utilizará o item em tempo curto e, se precisar fazer essa aquisição novamente, com novos pagamentos (como supermercado).

Isso serve para pagamentos variados, como um imposto, uma viagem, um bem: como carro e casa. Isso mesmo. Você não precisa primeiro se endividar, sem ter certeza que terá recursos. Com isso em um tempo muito menor do que imagina, conseguirá poupar e ter seus sonhos, sem dívidas (ou com dívidas totalmente planejadas).

Para que isso aconteça, é preciso criar o hábito de poupar, mudar o padrão de vida de anos e preferir olhar a parcela do que o valor total do que está se adquirindo. O segredo é ter paciência para adquirir o que deseja e quer, no tempo certo, com tranquilidade e poder pensar antes de agir, e não apenas depois. Quando não se saberá mais as saídas.

E dar o passo conforme vamos subindo degrau a degrau, sem pressa, podemos tudo, mas com calma e tranquilidade, chegaremos onde quisermos.